Emoções & Sentimentos


1969 Polemica - Jorge Ben e Juca chaves

24/09/2017 21:43

A música já protagonizou vários embates,  o mais conhecido é a polemica envolvendo Noel Rosa e Wilson Batista que vamos discutir em uma oura postagem, nesta vamos tratar da disputa ocorrida no período  compreendido entre 1969 e 1970, envolvendo dois grandes cantores e compositores da música Brasileira:

Jorge Duílio Lima Meneses (Rio de Janeiro, 22 de março de 1945), conhecido como Jorge Ben e Jorge Ben Jor, guitarrista, cantor e compositor brasileiro. Seu estilo característico possui diversos elementos, entre eles: rock and roll, samba, samba rock, bossa nova, jazz, maracatu, funk, ska e até mesmo hip hop, com letras que misturam humor e sátira, além de temas esotéricos. Sua obra  tem uma importância singular para a música brasileira, por incorporar elementos novos no suingue e na maneira de tocar violão, com características do rock, soul e funk norte-americanos. Além disso, trouxe influências árabes e africanas, oriundas de sua mãe, nascida na Etiópia.

 

Jurandyr Czaczkes Chaves, mais conhecido como Juca Chaves (Rio de Janeiro, 22 de outubro de 1938), Filho de um judeu austríaco chamado Josef Czaczkes, que abrasileirou seu nome acrescentando o sobrenome Chaves e de Clarita Wainstein, filha de um judeu lituano. Compositor, músico e humorista brasileiro, crítico do Regime Militar, da grande imprensa e do próprio mercado fonográfico. Chegou a ser exilado em Portugal na década de 1970, mas ao incomodar o regime então ditatorial desse país com suas sátiras que então ganhavam espaço nas rádios e televisão locais, transferiu-se para a Itália.

 

País Tropical Jorge Ben Jor

Em 1969 mais precisamente no mês de agosto a composição de Jorge Ben, País tropical, é lançada por Wilson Simonal e rapidamente tornou-se um enorme sucesso casando com o clima de ufanismo que o regime militar utilizava em sua propaganda no país, dizem que isso acabou corroborando para a fama de delator que o cantor teria no futuro embora o mesmo não tenha acontecido com Jorge Ben.

Moro num país tropical, abençoado por Deus./E bonito por natureza (mas que beleza)/Em fevereiro (em fevereiro)/Tem carnaval (tem carnaval)/Eu tenho um fusca e um violão/Sou Flamengo/Tenho uma nêga/Chamada Tereza...

Paris Tropical Juca Chaves

Em 1970 a música seria tema de uma sátira de Juca Chaves, "Paris Tropical" exaltando a vida abastada de paris em detrimento a situação que o Brasil atravessava.

Alô Brasil, alô Simonal/Moro e namoro em Paris tropical/Alô Brasil, alô Simonal/Moro e namoro em Paris tropical/Tereza empregadinha, eu sou seu patrão/Vendi meu Fusca e o meu violão/Tenho um Jaguar, só ouço Bach/Eu como estrogonofe em lugar de feijão/Mas que patropi nada, isto é que é um vidão!

Jorge Ben então compõe a tréplica, gravada por Wilson Simonal com o nome de “Resposta” e também pelo Trio Mocotó com o nome de “Aleluia, Aleluia”.

Jorge Bem – Resposta (Aleluia Aleluia)

...Eu também sou amigo de Edson Arantes/do Nascimento, o nota dez,/Pelé para os íntimos/Eu pertenço a uma grande família de 100 milhões de habitantes,/todos os dias agradecem a Deus o feijão com arroz/e a paz na terra aos homens de boa vontade/Eu não sou um orgulhoso nem tão-pouco um despeitado,/mas é que eu não gosto é de ser subestimado/Pois eu sou um amante, um amante do meu país/Eu sei onde é o meu lugar, eu sei onde eu ponho o meu nariz!/eu sei onde é o meu lugar, eu sei onde eu ponho o meu nariz!

Jorge Ben - Segunda Resposta (Cosa Nostra)

No compacto promocional chamado de “O Som Do Pasquim” com a musica “Cosa Nostra”, Jorge Ben continua a defender a si próprio, a sua música e também os os editores do jornal O Pasquim, periódico patrocinador do disco, ele também exalta as coisas boas e belas do nosso país e, é claro, o Rio de Janeiro.

Juca Chaves - Take Me Back To Piaui

Juca procura por fim a polemica com a música Take Me Back To Piaui.

Adeus Paris tropical, adeus Brigite Bardot/O champanhe me fez mal, caviar já me enjoou/Simonal que estava certo, na razão do Patropi/Eu também que sou esperto vou viver no Piauí!

—————

Voltar